Fundado
em
18/01/2006

Estamos de Volta !!
30/12/2009

     


 NOTÍCIAS
 

 
Em 03.12.17
Roger diz que Bota não quis pagar cirurgia de tumor: "Me magoou muito". CEP rebate

 

 

Futebol Sertanejo

Com Reportagem Especial: GloboEsporte.com

 

Roger se despediu do Botafogo nesta semana. Acertado com o Internacional para 2018, o artilheiro alvinegro da temporada, com 17 gols, não conseguiu se recuperar fisicamente a tempo de fazer um jogo de despedida pelo Alvinegro e foi liberado quinta-feira para as férias. Mas o casamento que parecia feliz terminou estremecido, não só pela não renovação.

Em prévia do programa "Bola da Vez" da próxima terça-feira, o canal "ESPN" exibiu uma parte da entrevista com o ex-camisa 9 alvinegro. No vídeo, Roger revelou que o clube não quis arcar com os custos de seu tratamento para a retirada de um tumor benigno de seu rim direito. Magoado, disse que não seguiria em General Severiano, apesar de ter feito uma contraproposta para renovação.

Roger foi operado no início de outubro no hospital Samaritano da Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio de Janeiro. A família do jogador, que estava presente e acompanhou tudo, já demonstrava descontentamento à época com o clube, que esteve representado pelo médico Christiano Cinelli.

Após a publicação desta matéria, Carlos Eduardo Pereira entrou ao vivo por telefone na "ESPN" e garantiu ter parcelado os custos e estar pagando o médico Raphael Rocha, que operou o jogador. O presidente alvinegro disse se tratar de uma declaração mentirosa e lamentou a postura de Roger:

– O clube tem seguro de saúde que cobre todo o tratamento quando se contundem em relação a atividades profissionais. Como sofremos durante o ano com lesões e assumimos os problemas. O segundo ponto é que estamos em um país onde o sistema de saúde público não atende a maioria das pessoas, por isso muitos têm planos de saúdes para os familiares, que tratam de outros tipos de doença. O que se espera de jogador profissional com salário em dia, nível acima de R$ 100 mil, que tenha plano de saúde para cuidar de si e de sua família. Não é obrigação do clube, teria que ser combinado na assinatura de contrato – disse, comentando a situação da renovação:

Fizeram uma proposta de assinatura de contrato muito alta, sabíamos que estava acima da capacidade orçamentária. O nosso vice de futebol apresentou uma contraproposta e nunca recebemos uma resposta. Os fatos atropelaram a renovação com a questão da cirurgia. Quando fomos notificados pelo Internacional, sabia que já estava fechado, não havia mais o que tratar. Não entendo a postura do Roger, teve ano muito bom no Botafogo, termina o contrato com todos os salários pagos e encargos, premiação significativa, tentando de forma injustificada denegrir o Botafogo – defendeu-se CEP, sem descartar acionar o jogador na Justiça:

– Vamos aguardar o programa, que será analisado pelo nosso departamento jurídico. Ele vai avaliar o que ainda cabe, uma vez que até o dia 31 de dezembro o jogador tem contrato com Botafogo.

Logo após a entrevista, foi a vez de Roger entrar ao vivo no canal, também por telefone, e dizer que o presidente está mal informado e que não iria passar por mentiroso. Alegou que o vice-presidente de futebol, Antônio Carlos Azeredo, o Cacá, ofereceu de pagar apenas 50% das despesas e que ele não aceitou. Segundo o jogador, o clube voltou atrás, mas está com prestação atrasada. O custo total ficou em R$ 52 mil, sendo R$ 22 mil do hospital e três parcelas de R$ 10 mil do médico.

– Acho que o presidente está um pouco mal-informado. Porque o Cacá me ligou um dia antes da cirurgia dizendo que o Botafogo iria custear 50%. E foi isso que eu falei no "Bola da Vez". E disse que 50% eu não queria, que sempre me doei 100%, nunca joguei 50%. Disse também que fiquei chateado com isso e que iria pagar tranquilamente. Após uma reunião do Carli, João Paulo e Jair, o clube resolveu pagar toda a cirurgia. A verdade é essa e tenho provas. Não quero levar isso adiante, mas não vou passar por mentiroso.

– Não tenho nada contra o presidente, sempre foi um cara sério comigo, me tratou com muito respeito. Realmente o Botafogo até hoje não me deve nada. Meu salário está em aberto, mas acredito que vai me pagar. Eles pagaram o hospital e a primeira parcela. Agora o médico me ligou dizendo que tem duas notas que eles não pagaram. Eu não queria expôr, é um cara extremamente profissional, maravilhoso, cuidou de mim. Mas eu estou cansado de clube sair como coitadinho e sempre o atleta como errado. O clube nunca vai levar nenhuma culpa? Sempre a gente tem que sair como mentiroso, ingrato, vagabundo?

Roger foi o principal goleador do Botafogo no ano: balançou a rede 17 vezes em 49 jogos (veja no vídeo acima). Ele ganhou projeção principalmente por se destacar nos clássicos estaduais. Foram oito gols contra os três principais rivais do Alvinegro no Rio de Janeiro. O centroavante tinha esperança de jogar ainda em 2017, mas perdeu cerca de 4kg de massa magra após a cirurgia.

 

 


© Copyright 2006/2013 (fxguedes)Redator: Francisco Sales · Tel: 55 83 8732-3639